Muitas pessoas se dizem conhecedoras de carros, no entanto existem determinadas informações que, muitas vezes, são transmitidas de maneira errada ou inacabada, fazendo com que nossa ideia sobre o carro seja mais mito do que verdade! Observe aqui algumas curiosidades e dados interessantes com relação aos carros que reservamos para você:

Você sabe tudo sobre o câmbio automático?

Marchas certas: As nomeações das marchas são distintas. Em vez de 1ª a 5ª, como na maior parte dos automóveis, você verá D, P, N… Tais abreviações podem variar de carro para carro.
Esqueça o pé canhoto: É importante esquecer o pé esquerdo no momento de dirigir. Na falta de embreagem, é passível de confundir e acionar o freio com o pé esquerdo.Isso é um engano enorme.
Conservação própria: Veículos que contém câmbio automático têm uma manutenção diferente dos manuais. O encargo maior é em relação à troca do óleo da caixa, que utiliza um lubrificante do modelo ATF.
Combustível: Sim, carro com câmbio automático consome mais combustível em comparação com o mesmo modelo com câmbio manual.
Reboque: Se for preciso rebocar seu carro, fique esperto. O indicado é rebocar automóveis com câmbio automático em reboques do tipo plataforma.

Condutor não deve utilizar inúmeras marcas de pneus

curiosidades-carros Você já passou pela incômoda situação de ter um pneu furado e precisar adquirir outro para pôr no lugar. No momento em que viu os preços, decidiu por um de valor menor e de marca diferente da sua com a finalidade de economizar.
Fique esperto, esta prática é capaz de alterar o desempenho aerodinâmico do automóvel. Cada marca tem um padrão de pneu e cada pneu tem diferença com relação ao seu design e construção e fazem com que seu comportamento seja diferente.
A utilização de pneus diferentes no veículo acaba por desequilibrar o todo, interferindo no comportamento e na condução. A diferença de gasto ou desenho entre as rodas pode gerar diferenças de tração e frenagem. Devido a isso, usar diferentes marcas de pneus é intensamente prejudicial ao carro.

Automóvel gasta o mesmo com tanque cheio ou vazio?

Você já deve ter ouvido falar (ou teve a impressão) de que o veículo utiliza mais combustível no momento em que está com o tanque abaixo da metade. No entanto será que isto tem coerência?
A impressão de que a gasolina é consumida em maior quantidade a partir do meio do reservatório para baixo é apenas uma suposição. Uma vez que o tanque de combustível não é regular. E, segundo, porque a associação entre o mostrador do consumo de combustível e o tanque não é perfeitamente precisa.
É somente um mito que os carros atuais apresentem diferença no dispêndio de gasolina. Há também a intervenção do clima com relação ao consumo.
De acordo com a umidade e da densidade do ar, é capaz de acontecer uma pequena variação do consumo de gasolina. Assim sendo, os automóveis nos dias de hoje realizam a mesma média de consumo com o reservatório completo ou próximo do mínimo.

Cintos para pets trazem segurança, além de evitar multas

A condução de animais na parte externa do automóvel é apontada como desobediência grave. Além de tirar 5 pontos na carteira de motorista, o motorista paga uma multa de R$ 127,69 e será capaz de ter o carro recluso até que a situação esteja regular.
Diante disso, foram elaboradas algumas sugestões:

Caixa

A instalação de uma caixa tem o dever de ser feita pela parte interna do automóvel, de preferência pela parte traseira. Esta caixa deve conservar-se muito bem atada ao carro, de modo que não possua folga nenhuma. O animal é levado na parte interna dela.

Cinto próprio

Ele se compõe de fitas que se adéquam ao corpo do pet. Essas fitas ficam unidas ao engate do cinto de segurança. O cinto próprio é tomado como o aparelho de segurança mais seguro para o transporte de animais doméstico.

Fique por dentro dos benefícios da direção eletrohidráulica

Gradualmente presente nos automóveis, essa aparelhagem oferece comodidade e redução de consumo de combustível, além de prejudicar a eficiência do motor. O sistema vem ganhando a preferência dos fabricantes por tornar a dirigibilidade mais confortável do que a direção hidráulica, ser permitido mais variações na assistência da dirigibilidade conforme a velocidade e, o melhor, por não roubar potência do motor e, assim, reduzir seu consumo de combustível. A eficácia energética é capaz de ser até 85% maior. Por não necessitar de força do motor, a direção elétrica é adequada aos automóveis de baixa potência. O descomunal esforço ao virar o volante em manobras vai deixar de existir. Para instalar não é difícil e pode ser de R$ 1.500.

Teto solar aberto é capaz de fazer subir o consumo nas rodovias

teto-solar-consumo É uma ótima sensação, contudo conduzir com o teto solar aberto no percurso rodoviário acaba resultando em gasto maior de combustível no término da jornada. Não há cálculos de quanto isso pode custar no bolso, já que varia de carro para carro e conforme o padrão de motorista, contudo o certo é que esse conforto fará você gastar mais. O teto solar causa certas variações de performance no automóvel. O automóvel será mais eficiente com os vidros inteiramente fechados, contudo essa baixa diferença somente será notada pela velocidade final. Com o teto aberto, a aglomeração de massa pela parte de cima da carroceria será maior e, consequentemente, causará uma diminuição da aerodinâmica do veículo gastando uma quantidade maior de combustível.

Computador específico ajuda a identificar defeitos do carro

Com o propósito de acelerar o diagnóstico, a Volkswagen tem em sua manutenção especializada o auxilio do computador VAS, um incrível equipamento utilizado pela empresa desde 2002 e que está em constante evolução.
No momento em que o veículo adentra uma concessionária, o VAS se interage com o carro por intermédio de um aparelho conectado a um plug (geralmente embaixo do painel) com comunicação via bluetooth.
Ele faz um diagnóstico e mostra de forma precisa para o especialista, no monitor do PC, em que parte se encontra a falha.
Revela ainda a melhor maneira de consertá-la, apontando os tipos de testes que precisam ser efetuados e peças a serem trocadas.
A diferença dos scanners simples usados de modo geral nas oficinas é que o VAS enfatiza os problemas e mostra a maneira de corrigi-los, à medida que os scanners indicam apenas os códigos de erros.

Sensores substituem funções do motorista no veículo

Do sensor de chuva ao sensor de fadiga, veja mais acerca dos equipamentos mais avançados que vêm tomando as ruas para dar um melhor conforto e segurança ao condutor:
Sensor de chuva – Esse sensor fica instalado na parte acima do para-brisas da parte frontal, se chover, ele ativa os limpadores e, também, controla a velocidade.
Sensor crepuscular – É um sistema automotivo o qual percebe as alternâncias de luminosidade do lugar e prepara a adaptação do automóvel acionando ou desligando seus faróis.
Sensor de Exaustão – Esse item executa uma análise no estilo de dirigir do condutor no início da viagem. Caso seja verificada o cansaço, um aviso sonoro é produzido com o alerta de perigo.
Park Assist – O botão aciona os sensores os quais medem o espaço e o tipo de manobra adequada para estacionar.

Os carros e suas curiosidades – entenda sobre
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta